Jackson Rene Destro
Graduado em Educação Física pelo UniAnchieta; pós-graduado em Medicina do Esporte pela Estácio de Sá

Adriano Betelli
Docente do Curso de Educação Física do UniAnchieta

Era 2005, lembro como se fosse hoje o dia em que decidi fazer o curso de Educação Física, fiquei sabendo que em 2006 o curso seria oferecido no Anchieta, então pesquisei como estava estruturada a matriz de aulas. Como ainda seria o primeiro ano desse curso na instituição, resolvi falar com um amigo que tinha acabado de se formar por uma outra faculdade. Vendo a matriz, ele respondeu que se fosse ele não pensaria duas vezes e faria a matrícula no curso do UniAnchieta, pois oferecia um ótimo currículo.

Em 2006, iniciei meu curso tão esperado de Educação Física no UniAnchieta. Em 2010, finalmente havia chegado a tão esperada formatura. Nesse mesmo ano, fui efetivado na primeira academia onde estagiei (Academia CGE). Esse foi o início de muitos aprendizados também.

A cada mês que se passava, minha vontade de crescer profissionalmente era maior. Comecei a me dedicar cada dia mais para isso acontecer, fazendo cursos, estudando, comprometendo-me com meu trabalho etc. Um tempo depois, recebi o convite de uma outra academia (Villas Gyms) para trabalhar no período da tarde e, claro, aceitei.

Passando-se os meses, vi o anúncio de uma vaga para professor na academia Nines Gym e fui até lá deixar meu currículo, pois sempre passava na frente dela e pensava: “um dia ainda vou trabalhar nessa academia”. Três horas depois de eu deixar meu currículo, telefonaram-me e pediram para que eu fosse fazer uma entrevista. Fiquei muito empolgado e nervoso ao mesmo tempo, mas sabia que, se a vaga tivesse de ser minha, nada iria impedir-me. Passei em primeiro lugar no processo para o preenchimento da vaga e iniciei o trabalho no período da manhã. Meus dias como professor eram muito corridos, pois trabalhava na academia Nines Gym de manhã, na Villas Gym à tarde e na República Fitness à noite.

Em 2015, o dono da academia Performance convidou-me para uma conversa com ele, na qual disse que gostaria de contratar-me para trabalhar no período da noite, pois algumas pessoas haviam recomendado meu trabalho para ele. Expliquei que naquele horário eu já estava trabalhando em outra academia e agradeci muito pela procura, mas recusei a oferta. Uma semana depois, ele fez outro contato e me apresentou uma proposta irrecusável, então eu me demiti da academia onde trabalhava à noite e iniciei o trabalho na Performance.

Depois de um certo tempo, percebi que estava recusando alguns potenciais clientes que me procuravam interessados no serviço de personal trainer, pois eu não tinha tempo para atendê-los. Foi assim que decidi realizar um dos meus objetivos ao cursar Educação Física, que era atuar como personal trainer. Desliguei-me das academias nas quais trabalhava à tarde e à noite, mantendo emprego na Nines Gym, onde havia um plano de mudança a ser implementado. No primeiro mês, atendi três alunos como personal. Do terceiro para o quarto mês, eu já estava com sete alunos e muito feliz.

Um tempo depois, a academia Nines Gym encerrou suas atividades e abriu a Runner Jundiaí, para onde eu fui transferido e trabalhei por mais um ano, até que decidi trabalhar apenas como personal trainer. Foi um período de muita apreensão, pois tinha medo de errar na escolha, mas ao mesmo tempo sabia de tudo o que tinha feito e também de tudo o que os alunos falavam sobre meu trabalho. Falei com minha família e todos me apoiaram. Hoje atendo 27 alunos como personal trainer, presto serviço de consultoria online de treinamento para algumas pessoas e estou iniciando um sistema de academia com mais dois sócios.

Sou muito grato ao UniAnchieta por ter dado o play e me ajudado a conquistar o sucesso nesta trajetória de educador físico.

botao-baixe-e-book-educacao-fisica

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor escreve seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui